Para saber se a sua estratégia de marketing está dando certa você precisa de métricas.

Não adianta todo um planejamento estratégico de marketing, várias ações em redes sociais, blogs, sites se não sabe se essas ações estão realmente funcionando ou está dando algum retorno.

O erro de muitas empresas é não definir as métricas que vão acompanhar e achar que número de seguidores e curtidas significa que a sua estratégia está boa.

Precisamos acompanhar métricas reais, que mostrem o retorno que estamos tendo, como leads, compartilhamentos, a visibilidade, se estamos realmente alcançando um público maior.

Neste conteúdo vamos falar sobre: 

  • O que são métricas;
  • Como definir as métricas para a minha estratégia;
  • O que são métricas de vaidade e como fugir delas.

 

O que são métricas?

Métricas são um conjunto de dados que medem os resultados da sua estratégia, servem para quantificar informações e avaliar o desempenho de cada estratégia.

Acompanhar os resultados é extremamente importante para saber se a sua estratégia está dando certo ou se precisa mudar alguma coisa, assim você terá resultados reais.

Hoje temos diversas ferramentas que captam e organizam em dashboards automaticamente. Porém, são várias informações que podem dificultar na hora de analisar os resultados.

As ferramentas apenas vão organizar as informações, você que precisa definir o que é realmente importante e precisa ser acompanhada.

Mas não se preocupe, vamos te ajudar a entender melhor essa estratégia.

Para saber como definir as métricas certas, continue lendo.

Como definir as métricas para a minha estratégia

Quando colocamos em prática uma estratégia de marketing precisamos saber se realmente está respondendo às expectativas e os objetivos que foram definidos.

Antes de definir as métricas que você vai usar na sua estratégia, precisa definir o objetivo da sua campanha, quando isso estiver bem definido você vai conseguir ter uma visão melhor de quais métricas precisa acompanhar realmente.

Definindo os objetivos

Quando fazemos um planejamento estratégico precisamos de um objetivo, senão como vamos saber se realmente estamos tendo sucesso e atingindo o público certo?

Veja alguns exemplos de objetivos:

Aumentar o engajamento da marca

Esse objetivo é sobre o relacionamento da marca com o seu consumidor. 

São ações que farão a marca se aproximar do consumidor e que o consumidor tenha uma confiança na marca que vai compartilhar e interagir com os seus conteúdos.

Aumentar o Brand Awareness (reconhecimento da marca)

Esse objetivo é fazer com que as pessoas lembrem da sua marca no momento da compra do produto ou serviço.

Por exemplo, uma pessoa quer colocar um aparelho invisível e no momento que ela pensa sobre isso ela lembra do seu consultório.

Por meio de ações de brand awareness o consumidor irá considerar o seu produto ou serviço na decisão dele.

Educar o Mercado

Educar o mercado é quando uma empresa tem um serviço inovador ou complexo, para que ela possa se destacar e chamar atenção do público ela precisa educar o mercado. Mas como fazer isso?

Com criação de conteúdos relevantes, informativos, dicas de como usar ou porque usar e etc.

Essa opção pode ser utilizada pelos segmentos de informática, quando lançam algum software novo, sistemas de gestão, pelas áreas da saúde também, quando tem um tratamento ou procedimento novo ou clínicas odontológicas.

A área de odontologia muitas vezes é complexa e tem várias procedimentos que não são conhecidos, como por exemplo lente de contato, poucos sabem sobre isso, é um conteúdo que pode chamar atenção das pessoas que cuidam da estética.

Aumentar o lifetime-value

Quando uma empresa oferece um produto ou serviço que são utilizados de forma recorrente, ela tem o intuito de fidelizar clientes, que é fazer seus clientes continuem a usar os seus produtos ou serviços por um longo tempo.

Sendo assim, aumentar o lifetime-value, ou seja, o valor de tempo de vida do cliente.

Vender mais

Este objetivo é o principal de todas as empresas provavelmente. Afinal, quanto mais vender mais lucro terá e seu crescimento é garantido.

O marketing não tem como único propósito vender mais, mas grande parte das suas estratégias resultarão na conversão de clientes.

 

Tipos de métricas

Agora que você já sabe qual o objetivo da sua estratégia e o que deseja alcançar com ela, você pode decidir as métricas que vão acompanhar a campanha e poder avaliar se está realmente usando as métricas certas.

Principais métricas sociais

As métricas sociais são as métricas que vão acompanhar as redes sociais. As principais são:

  • Engajamento: é a soma de quem comenta, compartilha, curte ou clica nas suas postagem, ou seja, as interações com o pública. Porém, não coloque essa métrica como a principal, pois isso não significa que esse número irá virar em conversões para sua empresa.
  • Alcance: essa métrica mostra quantas pessoas estão recebendo seus conteúdos nas redes sociais, é determinado pelo número de seguidores da sua página.

Vale ressaltar que o número de seguidores não deve ser usado como métrica principal, pois o número de seguidores não quer dizer que todos estão realmente recebendo seus conteúdos.

  • Tráfego: o tráfego mostra quantas pessoas estão indo para o seu site ou blog através das redes sociais.
  • Conversão: essa é a “queridinha” de todos, mas a conversão não está ligada apenas quando um usuário vira um cliente, mas quando ele faz alguma ação almejada e planejada na estratégia de marketing.

Por exemplo, quando um seguir que viu algum conteúdo seu e clica no link que direciona para o seu blog ou site já é considerado uma conversão.

Pode estar ligados também a uma assinatura de newsletter, ligações, download de ebooks ou materiais, etc.

Essa métricas ajuda a identificar qual estratégia está trazendo mais resultados e com isso que você pode impulsionar. Afinal, quanto mais pessoas fizerem essas ações, mais público qualificado você terá e automaticamente as suas vendas aumentar.

Principais métricas de negócio

São nessas métricas que você deve gastar seu tempo analisando os resultados, já que seja qual for a sua campanha, ela vai estar ligada ao aumento do volume de vendas.

As principais são:

  • ROI (retorno sobre investimento): o ROI calcula o quanto você ganhou ou perdeu em cada investimento.

Por meio do ROI é possível identificar se é viável ou não continuar com a estratégia que foi criada ou precisará mudar algum ponto ou toda ela.

ROI = Return Over Investment.

  • CAC (Custo de Aquisição de Clientes): Essa métrica tem que ser acompanhada mês a mês, pois ela consegue informar o investimento médio para a conquista de cada cliente.

Vale mencionar que todos os valores devem ser incluídos na hora de fazer o cálculo, como salário, comissões e outros recursos, já que fazem parte do processo de conversão.

  • Bounce rate (taxa de rejeição): se refere ao número de pessoas que saíram do seu site na mesma página que entraram, ou seja, não navegou pelo seu site ou não teve interesse por outros materiais.

Todas as páginas tem uma taxa de rejeição individual, com isso fica mais fácil perceber quais são as que precisam de melhorias para alcançar o público.

Outras métricas que você pode considerar e vão te ajudar a medir o desempenho da sua estratégia são:

  • Leads por canal;
  • CPC (custo por clique);
  • Taxa de abertura de e-mail;
  • Entre outros que você pode considerar que seja importante;

O que são métricas de vaidade e como fugir delas

Agora que você sabe o que são as métricas, como você pode fazer para defini-las e se está usando as certas para a sua estratégia, vamos falar um pouco sobre as métricas de vaidade.

Métricas de vaidade são aquelas que encantam, que mostram números altos mas que na verdade se leva-las em consideração pode trazer um resultado errado.

Por exemplo, números de seguidores no Instagram, curtidas no Facebook, visualizações no Youtube ou volume de pageviews, um número elevado dessas ações podem inflamar o ego da equipe de marketing, mas na verdade é preciso saber o quanto isso está contribuindo nas vendas.

Imagine que sua página no facebook tem mais de 10.000 curtidas, esse número pode ser grande, mas não quer dizer que todas essas pessoas viraram clientes da sua empresa.

Com isso, tome cuidado com esse tipo de métrica, pois você pode achar que sua estratégia está sendo um sucesso mas na verdade não está trazendo o número de leads que precisa e suas vendas não aumentaram.

Não fique apenas nesse conteúdo, pesquisa mais sobre esse assunto e mão na massa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *